DTH BRASIL

ARQUIVO BANDA C TV DIGITAL GLOSSÁRIO TV CANAIS DE TV FALE CONOSCO  
 

 
 

Emoção e nostalgia marcaram a gravação do show de 50 Anos da TV Globo, no Maracanãzinho, na Zona Norte do Rio. O espetáculo relembrou a história da emissora por meio de programas, coberturas jornalísticas e transmissões esportivas marcantes desde sua fundação. O musical contou com a participação de atores e figuras importantes da Globo e ídolos da música brasileira.

 

A gravação teve 17 atos com apresentação de Pedro Bial e Fátima Bernardes. Personagens de todas as áreas de programação da Globo participaram da festa como Tony Ramos, na dramaturgia; Renato Aragão, no humor; Angélica, no entretenimento; e Galvão Bueno, no esporte.

 

A apresentação também foi marcada por homenagens a programas que fizeram história na Globo como "Fantástico", "Os Trapalhões", "Viva o Gordo" e o tradicional show de fim de ano do Rei Roberto Carlos.

 

 Temas de novelas e de programas também foram interpretados por artistas como Mart'nália, Luiza Possi, Gustavo Lima, Anitta e Michel Teló.

 

"Em 1971, seis anos após seu nascimento, a TV Globo assumiu, com seu extraordinário grupo de trabalho, a liderança da audiência no Brasil, para nunca mais sair. Sempre, a cada dia, temos a sensação de dever cumprido, ao assistir ao 'Jornal Nacional' ou ao relaxar durante a novela. Nós somos uma empresa muito especial. Entramos em suas casas. Somos mais um dentro da família", disse Roberto Irineu Marinho, presidente do Grupo Globo.

Pelo tapete vermelho do Maracanãzinho passaram nomes como Paolla Oliveira, Danielle Winits, Malvino Salvador, Klebber Toledo, Dani Suzuki, Dani Calabresa, Lívian Aragão, Juliana Alves, Guilhermina Guinle, Alessandra Negrini, Henri Castelli, Regina Casé, Otaviano Costa, José Mayer, Adriana Birolli, Ary Fontoura, Suzana Pires, Cid Moreira e Léo Batista.  (Texto: www.g1.globo.com)

 

Boni muda de opinião a respeito do futuro de Xuxa na Record

 

Não ficou nada bem o último comentário de José Bonifácio de Oliveira Sobrinho (Boni), ex-todo poderoso da Globo, a respeito do futuro de Xuxa na Televisão.

 

Um dia após assinar contrato com a Record, Boni desejou boa sorte e disse que Xuxa seria sucesso onde ela estivesse, mesmo afirmando que a apresentadora era "patrimônio" da TV Globo.

 

Dias antes da emissora carioca completar 50 anos, o mesmo Boni que elogiou Xuxa, disparou que a loira não obteria sucesso na TV de Edir Macedo.

 

Confira dos textos;

 

Palavras de Boni terça-feira 10 março 2015;

 

“Xuxa é um patrimônio da Globo. E, independente de qualquer questão, não se abre mão de patrimônios. Não sei os motivos pelos quais a Xuxa deixou a Globo. E muito menos quais os planos da TV Record para ela. Sei que Xuxa é uma estrela de talento extraordinário e que, acima disso, coloca todo o seu peso profissional no que faz. Deve ter sido movida por um projeto muito atraente. De minha parte, pelo carinho que tenho por ela, fico torcendo que vença mais esse imenso desafio”, comentou.

 

No dia 23/04/2015 em entrevista ao jornal carioca "O Dia", Boni mudou a opinião;

 

"Acho que ela fez uma besteira. Não vai conseguir brigar com a Globo. Se não estava dando audiência na Globo, com todo o poderio da emissora, como ela vai dar audiência na Record".

Boni ainda disse que a loira além de não conseguir fazer sucesso sofrerá um desgaste na nova casa.

Para Boni, o conteúdo é o principal item de uma atração na televisão e que isso será o maior problema da Record: "Difícil a Record arranjar um bom conteúdo para ela".

 

Boni ainda citou o que nosso site tinha previsto a respeito dos planos da Globo para Xuxa, o ex-diretor global disse que a apresentadora deveria ter aceitado ficar na Globo participando de programas especiais, assim como Chico Anísio antes de morrer e Renato Aragão que só aparece no Criança Esperança e telefilmes no final do ano.

 

Uma pergunta fica no ar:

Será mesmo que ele mudou de opinião ou levou um puxão de orelha da direção da Rede Globo?

 

Vale lembrar que  Boni atualmente é consultor do canal carioca, além de ser dono da TV Vanguarda, uma das filiadas da Globo, portanto ainda tem veículos com a Emissora da Família Marinho.

(Texto: www.supercanaltv.com.br)

 

A Turner lança o TNT Séries

O novo canal exibe séries que passaram pelo TNT e Space, além de trazer novidades.

O drama médico "Proof", protagonizada por Jennifer Beals está no pacote de atrações do novo canal. Na série, a Doutora Carolyn Tyler (Beals) é uma brilhante cirurgiã que recentemente sofreu com a perda do filho e com o fim do casamento com o Dr. Len Barliss (Sean Gleeson). Com o trauma pessoal de Carolyn, começa a investigar casos de reencarnação, assombrações e experiências fora do corpo, apesar de sua postura cética sobre o tema. Seu objetivo é tentar descobrir se existe de fato vida após a morte. 

Outra produção intitulada "Public Morals" é um drama policial criado e protagonizado por Edward Burns. A série se passa em Nova York, na década de 60 e conta a história de um detetive policial que se esforça para manter-se honesto. Já no drama policial "Murder in the First", dois agentes investigam o assassinato de um aparente viciado em drogas. Mas o mistério se aprofunda quando eles descobrem que a vítima tinha conexões com um prodígio do Vale do Silício, CEO de uma importante companhia tecnológica. 

Além de séries inéditas está prevista a exibição de: "Suits", "Rizzoli & Isles" e "Major Crimes" e reexibirá todas as temporadas de "CSI", "CSI: Miami" e "CSI: New York". Também fará parte da programação do canal séries de sucessos como "Falling Skies","Under the Dome", "The Last Ship", "Justfied" e "Crossbones", mesmo com a chegada do TNT Séries elas continuam sendo exibidas com novas temporadas nos canais TNT e Space. 

O TNT Series já nasce com sinal SD e HD e será incluído no line-up das operadoras a medida que os contratos forem firmados.

 

Novas Regras para TV Por Assinatura

A partir de 10/03/2015, novas regras do Regulamento Geral de Direitos do Consumidor da Anatel entram em vigor, se mantenha informado e faça valer seus direitos e deveres.

Conheça as novas regras que passam a vigorar: 

1) Espaço reservado (arts. 21 e 22 do RGC): 

As prestadoras têm que disponibilizar em suas páginas na internet um Espaço Reservado para todos os seus consumidores, onde é possível, com o uso de uma senha, acessar documentos referentes ao serviço contratado, cancelar o contrato sem falar com atendente e registrar reclamações. Nesse espaço o consumidor poderá acessar também: 

a cópia do seu contrato, do Plano de Serviço de sua opção e outros documentos aplicáveis à oferta à qual se encontra vinculados, inclusive Contrato de Permanência (documento que prevê a fidelização), quando for o caso; 
o sumário do contrato, contendo as principais informações sobre o Plano de Serviço ou oferta promocional contratados, incluindo reajustes de preços e tarifas, alterações nas condições de provimento do serviço e promoções a expirar, e o término do prazo de permanência (fidelização), se aplicável; 
a referência a novos serviços contratados; 
os documentos de cobrança dos últimos 6 (seis) meses; 
o relatório detalhado dos serviços prestados dos últimos 6 (seis) meses; 
a opção de solicitação de cópia da gravação de suas interações, quando for o caso; 
o histórico de suas demandas registradas nos últimos 6 (seis) meses; 
o recurso que lhe possibilite o acompanhamento adequado do uso do serviço contratado, durante sua fruição; 
o perfil de consumo dos últimos 3 (três) meses; e, 
o registro de reclamação, solicitação de serviços, pedidos de informação e rescisão de seu contrato, ou qualquer outra demanda relacionada ao serviço da Prestadora. 

2) Gravação das ligações entre consumidor e prestadora (art. 26 do RGC): 

A partir de 10 de março passa a vigorar também a obrigação da prestadora de efetuar a gravação de todas as ligações realizadas entre ela e o consumidor, independente do originador da interação. Até então, as prestadoras só tinham obrigação de gravar as chamadas originadas pelos consumidores. Agora, se a prestadora liga para o consumidor oferecendo um serviço, por exemplo, esta chamada deve ser gravada também. 

Caso o consumidor solicite uma cópia da gravação feita, a prestadora deve disponibilizá-la em, no máximo, 10 (dez) dias. Essa solicitação pode ser feita em qualquer dos canais de atendimento da prestadora, inclusive por meio do Espaço Reservado do consumidor constante da página na internet. 

3) Mecanismo de Comparação (art. 44 do RGC): 

As prestadoras deverão disponibilizar na sua página na internet um mecanismo de comparação de Planos de Serviço e ofertas promocionais no qual os interessados poderão identificar a opção disponível mais adequada ao seu perfil de consumo. 

Assim, a prestadora irá fornecer no Espaço Reservado algumas informações referentes ao perfil de consumo (por exemplo, velocidade contratada e quantidade de dados consumidos, quantidade de mensagens consumidas, minutos consumidos na modalidade Local, LDN e LDI, a depender do serviço), o que permitirá ao consumidor identificar como utiliza os serviços de telecomunicações por ele contratados e, visualizando com clareza os planos e promoções ofertados, escolher de forma consciente aquele que lhe parecer mais interessante. 

4) Relatório detalhado dos serviços (art. 62 do RGC): 

A prestadora deverá disponibilizar no Espaço Reservado em sua página na internet um relatório detalhado dos serviços e facilidades prestados. Esse relatório deverá conter, dentre outras informações: 

o número chamado ou do destino da mensagem; 
a Área de Registro ou localidade de origem e Área de Registro ou localidade do terminal de destino da chamada ou da mensagem; 
a data e horário (hora, minuto e segundo) do início da chamada ou do envio da mensagem; 
o volume diário de dados trafegados; 
os limites estabelecidos por franquias e os excedidos; 
as programações contratadas de forma avulsa e seu valor; 
o valor da chamada, da conexão de dados ou da mensagem enviada, explicitando os casos de variação horária; 
a identificação discriminada de valores restituídos; 
o detalhamento de quaisquer outros valores que não decorram da prestação de serviços de telecomunicações. 
Além da disponibilização no Espaço Reservado, a prestadora deverá fornecer o relatório por meio impresso, caso assim seja solicitado pelo consumidor. 

5) Documento de cobrança (art. 74 do RGC): 

Consiste em obrigação de a prestadora elaborar um documento de cobrança de forma clara e objetiva, de forma que o consumidor possa compreender o que está sendo cobrado ali. E a partir de 10 de março esse documento de cobrança deverá conter, sempre que aplicável: 

a identificação do período que compreende a cobrança e o valor total de cada serviço, e facilidades cobradas, bem como de promoções e descontos aplicáveis; 
a identificação do valor referente à instalação, ativação e reparos, quando sua cobrança for autorizada pela regulamentação; 
o número do Centro de Atendimento Telefônico da Prestadora que emitiu o documento; 
o número da central de atendimento da Anatel; 
a identificação de multas e juros aplicáveis em caso de inadimplência; 
a identificação discriminada de valores restituídos; 
detalhamento dos tributos, por serviços, na forma da Lei 12.741, de 28 de dezembro de 2012.
 

 

no Ar - TV na TV

 

 Nem em toda minha existência eu poderia imaginar que a Rede Globo abrisse espaço em sua grade para exibição de um programa com uma linguagem tão direta que crítica de forma ácida a própria programação.

Tá no Ar é uma mistura de TV Pirata e MTV Brasil, as semelhanças com o antigo programa humorístico da Globo se resumem a qualidade do elenco e produção, a ousadia era uma marca da antiga MTV Brasil que não tinha papas na língua nem medo de criticar e parodiar qualquer personalidade.

 

Macelo Adnet e Marcius Melhem encabeçam o elenco que trás quadros hilários como o "Jardim Urgente" uma mistura de Cidade Alerta da Record e Brasil Urgente da Band, o apresentador interpretado por o comediante Welder Rodrigues parodia Datena e Rezende e tem até um bordão próprio "Foca em mim" então a produção atira contra o jornalista uma foca de pelúcia.

Um momento curioso é quando Marcelo Adnet interfere na programação e aparece como um "nordestino comunista revoltado" que vive falando mal da Rede Globo, vê defeito e mensagens subliminares um tudo, tipo: Se o mundo vai acabar a culpa é da TV Globo (realmente existe muita gente assim).

 

Outra pérola dessa atração é o comercial da "Galinha Preta Pintadinha" que nessa nova temporada ganhou uma irmãzinha evangélica, uma paródia que tem cunho religioso e para muitos pode ser ofensiva, mas não há como não se divertir.

Mesmo sem conseguir marcar um IBOPE expressivo, o Tá no Ar na TV é um daqueles programas tão divertidos, com humor inteligente que você gostaria que não acabasse nunca, resta saber até quando a Globo vai dar tanta corda para sua atração "mais rebelde".

(Matéria: Roni Lopes - Super Canal TV)

 

Xuxa deixa a Rede Globo e assina com a Record!

 

A Rede Globo está arriscando apostando somente em "novidades" deixando de lado nomes já conhecidos e consolidados, a bola da vez agora é a Xuxa, galinha dos ovos de ouro da vênus platinada nos anos oitenta, foi deixada na geladeira na tentativa de diminuir sua popularidade e transformá-la em história.

 

O problema é que mesmo passando um ano afastada da televisão a rainha dos baixinhos é destaque em qualquer coisa que faça, todas as notícias relacionadas a Xuxa em qualquer veículo de comunicação acaba movimentando e atraindo milhares de pessoas, mesmo aquelas que torcem o nariz para o trabalho da apresentadora.

 

Sem programa e sem perspectiva de voltar ao ar pela Rede Globo a TV Record viu a oportunidade perfeita para fazer uma proposta tentadora e ter em sua grade uma artista que além ser sucesso comercial, também tem um número de seguidores e fãs que vão acompanhá-la seja para onde for.

 

Diferente de Gugu, que saiu do SBT com a imagem de "traidor", Xuxa não estava no ar na TV Globo e a mesma deixou claro que não tinha interesse em desenvolver uma atração para a loira, em um passado remoto a Globo fez isso com o mestre do humor Chico Anísio, deixando o artista na geladeira até sua morte, a Globo não se desfez do "mito" mas também não deixou que ele brilhasse em outro canal, é isso que a emissora carioca queria que fazer com Xuxa.

 

Gugu voltou ao ar nas noites da Record no último dia 25/02/2015 e ao contrário do fracasso que muitos esperavam, inclusive apontando o apresentador como velho e ultrapassado, o antigo discípulo de Silvio Santos conseguiu a incrível façanha de ganhar da Rede Globo com 17 pontos de média, parte dessa audiência se deve ao nome "Gugu" e parte a Record que hoje em dia conquistou uma legião de telespectadores fieis. Então se a TV de Edir Macedo conseguiu ressuscitar Gugu das cinzas, imagine o potencial que terá com uma atração comandada por Xuxa!

 

Por mais que os críticos de plantão queiram diminuir ou desvalorizar o trabalho de Maria da Graça, o máximo que vão conseguir é uma publicidade gratuita para a nova contratada da Record.

Xuxa teve sim uma importância significativa para a televisão nas décadas de 80 e 90, e por mais apelo comercial que tivesse o Xou da Xuxa, mensagens positivas e até educativas eram divulgadas entre uma atração e outra, não faltam histórias de pessoas que assistiam o programa e que hoje são bem sucedidas, atribuindo ao fato de ter "corrido atrás" de seus sonhos graças as mensagens motivacionais que a Xuxa passava, a mais famosa era "Querer, Poder e Conseguir".

 

Ao ser anunciada a contratação de Xuxa pela Record a Rede Globo vetou a exibição do Planeta Xuxa no canal por assinatura "Viva" pertencente as organizações Globo, o que não dá para entender é essa falsa revolta da emissora carioca, dizem pessoas próximas a Xuxa que ela até aceitaria ganhar um pouco menos para se manter na Globo contanto que estivesse no ar, mas os executivos da emissora não acreditavam que ela tivesse coragem de fechar com a Record e que seria mais uma peça do "Museu Global".

 

Dando certo ou não Maria da Graça pelo menos teve a coragem de não sucumbir as imposições de sua antiga emissora, até porque o nome "Xuxa" se tornou uma marca forte e independente, a TV depende do conteúdo para ter audiência e a Globo acaba de perder um dos seus "conteúdos" mais rentáveis e emblemáticos, agora só nos resta aguardar para avaliarmos os resultados dessa mudança.

(Matéria: Roni Lopes - Super Canal TV)

 

Patrícia Abravanel volta com Máquina da Fama todas as segundas no SBT

 

A escolha do vencedor nesta temporada vai ser feita pela platéia. Quem estiver assistindo a gravação do programa vai receber um aparelhinho que vai dar as notas durante os shows e o vencedor sai daí. É uma amostra do público de casa” diz o diretor da atração.

O diretor também contou que os telespectadores poderão dizer quais shows querem ver no palco por meio de vídeos nas redes sociais: “A gente vai ter um princípio de interatividade. O processo de escolha continua o mesmo: inscrições no site do SBT e pesquisa de casting”.

Novidades na nova temporada do CQC

 

O CQC- Custe o Que Custar retorna a tela da Band com muita determinação, humor e novidades para esta temporada de 2015:  Dan Stulbach estreia na bancada ao lado de Marco Luque e Rafael Cortez!

 

Dois novos repórteres, o criador de conteúdo para a internet  Erick Krominski, e o jornalista Juliano Dip, se juntam aos veteranos Maurício Meirelles e Lucas Salles.

 

Independente e sempre atento, o programa vai trazer também novos quadros ao lado de outros já consagrados.

 

O “Proteste Já” ressurge com Juliano Dip, que terá o desafio de equilibrar o tom urgente das denúncias com humor, acidez, espírito crítico e, principalmente, jornalismo investigativo.

 

O “CQTeste”, um dos primeiros sucessos da atração, volta a ser apresentado em 2015 em um novo formato com Rafael Cortez, que empresta novamente sua ousadia para infernizar os famosos em frente às câmeras

 

Dentre os novos quadros, o “SAC - Serviço ao Consumidor” vai mostrar, de um jeito divertido, como agem (ou deixam de agir) os prestadores de serviço no Brasil.

 

Já o “Choque de Realidade” vai tirar os políticos de seus gabinetes e levá-los para enfrentar as ruas. Os repórteres vão desafiar prefeitos, vereadores, deputados e senadores para que encarem, olho no olho, os cidadãos que os elegeram. O quadro vai mostrar ainda políticos vivenciando na pele o que está acontecendo no dia a dia da população: transporte público, educação, saúde, entre outros tantos temas.

 

No “Simuladores”, o objetivo é prevenir o público contra a ação de oportunistas que, na maioria das vezes, estão um passo à frente, esperando qualquer descuido para trapacear. Com a ajuda de câmeras escondidas e opiniões de especialistas, o CQC vai alertar a população sobre as principais modalidades de golpes e táticas de furto dessas quadrilhas.

 

Os homens de preto também serão cupidos nesta nova temporada. Com a ajuda de aplicativos de relacionamento, eles vão ajudar celebridades a encontrar sua cara metade por suas qualidades reais e não apenas por causa da fama no quadro “Serviço de Atendimento para Famosos Solteiros”.

 

E, por fim, o “Desafio dos Novos Repórteres” vai dar aos novatos uma meta a cumprir: ser oficialmente premiado pelo Guinness Book, o livro dos recordes. Eles terão de desempenhar façanhas surpresas e dignas da conquista do prêmio mundial.   (Matéria: Band.com.br)

 
 

       

O mercado de TV por assinatura via satélite terminou 2014 bem movimentado e pelo visto 2015 não vai ser diferente.

 

A Oi TV foi a operadora que mais investiu e por conseqüência proporcionalmente, teve maior crescimento, a empresa de DTH que não conseguia atrair clientes e estava estagnada, viu o número de assinantes praticamente triplicar depois do lançamento do novo satélite SES-6, atualmente oferece a maior quantidade de canais em HD inclusive os canais abertos e uma boa quantidade de afiliadas da Rede Globo também em alta definição.

 

A Oi também lançou outras novidades que acabaram agregando valor ao produto:

 

- Oi TV Livre HD (o cliente compra os equipamentos, caso não queira assinar um plano, tem disponível Globo, SBT, Band e Record em HD, mais de 20 canais abertos em SD e diversas rádios). Esse sistema permitiu que a Oi TV chegasse em muitos lugares onde não está disponível assinaturas em comodato.

 

- DVR - Decoder que permite a gravação da programação em um HD interno;

 

- Sistema de compra de Filmes On demand (disponível apenas para  clientes que possuem o DVR);

 

- Oi Filmes (canais PPV em HD que exibem o filmes continuamente, disponível para todos os equipamentos).

 

A Oi TV ficou devendo em 2014 a liberação do software que permite a gravação da programação através de um HD externo ligados a porta USB do restante da base que não possui um DVR.

 

Se 2014 foi o ano de ousar pela Oi TV, 2015 começou diferente, a crise financeira na companhia, a alta do dólar e a situação econômica em que o país se encontra, fez com que a operadora revisse a modalidade Oi TV Livre e mudasse as regras do produto.

Antes o cliente encontrava o Kit completo da Oi TV Livre por até R$ 399,00 hoje esse preço passou para R$ 599,00 sem contar o valor da instalação, entre os instaladores comenta-se que tal medida foi tomada por que o sistema Livre estava fazendo mais sucesso do que o comodato, a operadora quando vende um plano em comodato cria um vínculos de "fidelidade" obrigando o cliente ficar com ela pelo menos 12 meses, já no Oi TV Livre (BRI)  o cliente "tinha" a liberdade de assinar e cancelar os pacotes sem nenhuma multa e ficando com os canais abertos.

Outra questão que foi ventilada na imprensa é que os canais abertos (obrigatórios) estariam querendo cobrar pelo seu sinal em Alta Definição, mas nada foi confirmado, são apenas suposições para tentar entender o recuo da Oi TV ao seu projeto "Livre HD", hoje fica mais em conta assinar a Oi TV em comodato, mas por falta de logística o produto não está disponível principalmente em cidades menores e na zona rural onde o Sistema Livre HD estava fazendo bastante sucesso.

 

A Sky, maior operadora de DTH do Brasil pagou caro o preço da sua estagnação.

A empresa foi a que mais demorou para incluir os canais abertos obrigatórios, por quase dois anos adicionou poucos canais tanto em HD quanto em SD, retirou o Cine Sky  (PPV de compra de filmes em SD) e alegava falta de espaço no satélite para a inclusão de novos canais.

 

Não tem como imaginar uma empresa do tamanho DirecTV (no Brasil conhecida como SKY), não prever uma troca de satélite em decorrência da evolução e da competitividade que surgiu depois que a Via Embratel (hoje Claro TV) lançou seu serviço de DTH.

 

Graças aos investimentos em mídia e a força da Rede Globo (que no principio era sócia majoritária da SKY Brasil) a marca Sky virou uma espécie de "grife" das TVs por assinatura, então com a força do nome e o poder tecnológico da matriz americana a SKY ficou vários anos em uma zona de conforto, com os melhores equipamentos e uma marca poderosa, o lançamento de novos canais ficou em segundo plano, e mesmo os que já estavam no line-up sofriam pressão quando chegava a hora de renovar os contratos, caso não estivessem de acordo com o que a SKY queria eram retirados sem nenhuma explicação.

 

Em meados de 2014 começam a serem divulgados pela Anatel os Balanços sobre a TV por Assinatura no Brasil e de acordo com os dados, a marca forte SKY e seus super equipamentos já não estão mais segurando nem atraindo novos clientes, a operadora continuou pendendo assinantes.

 

Para tentar reverter o quadro, a empresa misteriosamente arranjou espaço no satélite, incluiu mais de dez canais em novembro de 2014, incluiu no seu line-up em 03/01/2015 o Sport TV HD 3,  lançou empacotamentos mais acessíveis e promete mais novidades já no primeiro semestre de 2015, tomara que além de investimento em marketing e tecnologia a empresa lembre que os assinantes querem qualidade e variedade de canais.

 

 

Em 2014 a Claro TV deixou a desejar no quesito "novidades", com um satélite velho e lotado a operadora recorreu para empacotamentos mais baratos, descontos para prender seus assinantes e conquistar novos clientes, a operadora tem uma quantidade de canais em HD bem inferior a suas concorrentes, vale lembrar que a operadora já disponibiliza o DVR (para Pacotes Pagos HDs) e o serviço de gravação externa (nos equipamentos HDs,  SDs e  Claro TV Livre).

 

Muita especulação surgiu em torno do lançamento do novo satélite da Claro, mas somente esse ano de 2015 o projeto terá andamento, com o novo satélite a operadora poderá se equiparar e até mesmo se quiser, ultrapassar o número de canais de suas concorrentes, fortalecendo ainda mais o compromisso da empresa em levar conteúdo variado para seus assinantes.

 

A GVT desde o princípio tenta se acertar no universo da TV paga mas já nasceu com problemas, os usuários reclamam da lentidão, bugs e travamentos dos equipamentos, a empresa até tentou lançar um novo satélite para a melhoria do serviço, mas infelizmente o lançamento não teve êxito e a operadora ficou a ver navios.

A GVT utiliza o sinal para recepção dos canais via mini parabólica, mas depende da Internet para funcionar, já seus recursos provem da rede (IPTV), a operadora disponibiliza para seus assinantes conteúdo online direto no decoder e DVR.

 

Diferente da sua Internet que é super elogiada e é padrão de qualidade, a GTV TV não vingou e em setembro de 2014 a empresa foi vendida para o Grupo Telefônica (que já possui a Vivo TV), resta saber se o novo dono unirá as empresas e vai expandir o serviço para todo Brasil.

 

A Vivo TV DTH (antiga Telefônica) mesmo tendo seu próprio sistema de DTH, concentra sua atuação em São Paulo a operadora não trouxe grandes novidades em 2014, a Vivo também detem os direitos de distribuição do seu sinal via cabo graças a compra da TVA, atualmente oferece o serviço Vivo TV Fibra (através de fibra óptica), o qual se bem explorado tem uma infinidade de possibilidades e recursos.

 

A Nossa TV, operadora direcionada aos evangélicos de propriedade do Pastor R.R. Soares (Igreja da Graça), tem a capacidade mais limitada do mercado, não oferece canais HD ou se quer tem a opção de gravação, as últimas novidades lançadas pela operadora foram a Tv Justiça, e alguns canais direcionados ao público religioso, dentro das suas possibilidades a Nossa TV teve um crescimento razoável e cumpre o que se propõe.

 

Como o ano no Brasil só começa depois do carnaval, vamos aguardar as novidades que as empresas de TV por assinatura via satélite estão preparando para segurar e conquistar novos clientes.

(Roni Lopes - Super Canal TV)

 

A novela "Os 10 Mandamentos" da TV Record e a reprise de "Carrossel" no SBT, juntas tem alcançado a mesma audiência que a Novela "Babilônia" da TV Globo. A emissora Carioca já fez de tudo para ver se seu principal produto cai no gosto popular, mas até agora está tendo dificuldades.

 

 

A marca DirecTV completaria 19 anos em julho de 2015 se estivesse em atividade no Brasil. O Super Canal TV relembra essa história... A Globosat (Netsat) foi o primeiro sistema de TV por assinatura via satélite a operar no Brasil, com apenas quatro canais... A TVA Digisat foi pioneira na transmissão digital via satélite, chegando a carregar no seu line-up mais de vinte canais...
Através de um acordo entre a Rede americana CBS, o grupo argentino Tele Notícias  e SBT, nasceu o CBS Tele Notícias Brasil... Em 1997 entrava no ar o Disney Weekend, o primeiro canal de televisão com programação exclusiva da Disney no Brasil... The Superstation foi o primeiro canal independente por assinatura lançado no Brasil, inicialmente transmitido pela TVA, NET e SKY...
Os canais de TV segmentados, estão cada dia mais difíceis de serem encontrados, o que se vê atualmente é muito do mesmo... O Telecine, foi o primeiro canal de filmes produzido no Brasil pela Globosat, transmitido pela primeira vez no ano de 1991..  A TV paga chegou ao Brasil pelas mãos das Organizações Globo, que criaram a Globosat e o Grupo Abril que lançou a TVA...

Estamos preparando outras matérias especiais, escreva para nossa equipe e dê sugestões:

 
       
 

Atenção: O © Super Canal TV não tem nenhuma ligação com as operadoras de TV por assinatura, ou emissoras de televisão, as notas e notícias contidas no site são de caráter informativo. Os textos publicados na sessão "Opinião" são de pessoas que assinam ou procuram dados para adquirir determinado sistema. Nenhuma notícia é colocada no ar pela Equipe do Super Canal sem que seja comprovada a veracidade da mesma.

Direitos Autorais:

As Marcas e Logotipos utilizados nesse site são de propriedade de suas respectivas companhias, os mesmos estão sendo utilizados para divulgá-las e demonstrar  os serviços prestados por cada Empresa, não ferindo a lei dos Direitos Autorais.

Contato

Entre em contato e deixe seu comentário, ele será publicado nesse espaço para que outros internautas compartilhem de suas idéias, críticas e sugestões. Para que seu texto seja publicado informe "Nome e Sobrenome, Cidade e Estado onde mora".

 

Escreva para nós, mande sua opinião e ajude a fazer o Super Canal TV!